Os rostos anônimos do deslumbrante Carnaval de Veneza




O uso de máscaras ornamentais e teatrais sempre exerceu um grande fascínio sobre as pessoas. Olhar nos olhos de uma pessoa vestindo uma máscara nos traz a sensação de mistério do anonimato, provocando, além de curiosidade, diversos outros sentimentos que variam com a infinidade de expressões e arquétipos que uma máscara pode apresentar. A palavra máscara é derivada da palavra latina, persona . E na psicologia, o conceito de personalidade representa todo o conjunto de máscaras que utilizamos para nos relacionar nas nossas esferas sociais, onde moldamos os nossos comportamentos de acordo com o ambiente, muitas vezes escondendo o que realmente somos em essência, assumindo diversas atitudes em resposta às situações de convivência social. Aqui vamos falar das deslumbrantes máscaras de Veneza, na Itália!

O Carnaval de Veneza surgiu a partir da tradição do século XVI, onde a nobreza se disfarçava para sair e misturar-se com o povo. Desde então as máscaras são o elemento mais importante deste carnaval. Há no entanto registos de folguedos carnavalescos de 1268. A festa carnavalesca de Veneza tem duração de 10 dias. Durante as noites realizam-se bailes em salões e as companhias conhecidas como compagnie della calza realizam desfiles pela cidade. Entre as mais conhecidas estão Os Antigos e Os Ardentes. Fabricadas por séculos em Veneza, as máscaras são confeccionadas a partir do papel machê e decoradas com peles, tecidos, pedras preciosas, penas e diversos acessórios.

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

Os Mascarados do Carnaval de Veneza

     Os trajes que se usam são característicos do século XVIII, e são comuns as máscaras nobres, caretas brancas com roupa de seda negra e chapéu de três pontas. Desde 1979 foram sendo somadas outras cores aos trajes, embora as máscaras continuem a ser brancas, prateadas e douradas. Em 1797 Veneza passou a fazer parte do Reino Lombardo-Véneto, quando Napoleão Bonaparte assinou o tratado de Campo Formio. No que respeita ao Carnaval, os festejos foram proibidos. No ano seguinte os austríacos tomaram conta da cidade. Os festejos do Carnaval só foram restabelecidos em 1800 de forma oficial, depois de quase dois séculos de ausência. Desde então a festa faz-se nos dias antes da Quaresma.

No Brasil existe um Carnaval de Veneza conhecido que acontece durante a Festa da Gastronomia na cidade de Nova Veneza, Santa Catarina.

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

Máscaras Carnaval de Veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

As-máscaras-do-carnaval-de-Veneza-mask-veneza

Leia também: As 20 pontes que todo mundo deveria conhecer antes de morrer!

André Marcelo

Notívago por natureza. Sagitariano apaixonado por viagens improvisadas que provocam o contato com a história e com a natureza. Amante da música, do teatro, do cinema. Das dezenas de coisas que já fiz, me amasiei com a produção cultural. Uma vida experimentando novas formas de expressão e relacionamento comigo mesmo e com o mundo.

facebook comments:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *