5 Filmes inspiradores sobre viagens para assistir no Netflix

Viajar é sempre uma experiência emocionante. Mas viajar quando estamos passando por uma fase difícil, um drama pessoal ou uma mudança drástica, muitas vezes é uma decisão necessária para que possamos enxergar a nossa vida à distância e retornar com a alma mais leve. Como dizia o poeta Mário Quintana, “Viajar é trocar a roupa da alma”. Esta relação entre viagens e nossas emoções tem sido uma das grandes inspirações para os gênios da sétima arte. Por isso reunimos aqui 5 imperdíveis filmes sobre viagens, todos disponíveis no Netflix!

Leia também: O primeiro curta do Tim Burton que quase ninguém viu!

1. Comer, Rezar, Amar  (Eat Pray Love, 2010).  Assistir no Netflix!

Liz Gilbert (Julia Roberts) tinha tudo o que uma mulher moderna deve sonhar em ter – um marido, uma casa, uma carreira bem-sucedida – ainda assim, como muitas outras pessoas, ela está perdida, confusa e em busca do que ela realmente deseja na vida. Recentemente divorciada e num momento decisivo, Gilbert sai da zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida, embarcando em uma jornada por três países que se transforma em uma busca por auto-conhecimento. Na Itália, ela encontra o verdadeiro prazer da gastronomia. Na Índia, explora sua espiritualidade com o poder da oração. Em Bali, encontra sua paz interior e, inesperadamente, equilíbrio de um amor.

2. Na natureza selvagem (Into the Wild, 2007). Assistir no Netflix!

Em 1990, com 22 anos e recém-licenciado, Christopher McCandless ao terminar a faculdade, doa todo o seu dinheiro a uma instituição de caridade, muda de identidade e parte em busca de uma experiência genuína que transcendesse o materialismo do cotidiano. Abandona, assim, a próspera casa paterna sem que ninguém saiba e aventura-se na estrada. Perambula por uma boa parte da América (chegando mesmo ao México) à boleia, a pé, ou até de canoa, arranjando empregos temporários sempre que o dinheiro faltasse,mas nunca se fixando muito tempo no mesmo local. Chris acaba por abandonar o seu carro e queimar todo o dinheiro que levava consigo para se sentir mais livre. Desconfiado das relações humanas e influenciado pelas suas leituras, que incluíam Tolstoi e Thoreau, ansiava por chegar ao Alasca, onde poderia estar longe do homem e em comunhão com a natureza selvagem e pura. O que lhe acontece durante este percurso transforma o jovem num símbolo de resistência para inúmeras pessoas. Na natureza selvagem é uma adaptação do livro homônimo 1996 escrito por Jon Krakauer baseado na vida real de Christopher McCandless através da América do Norte e sua vida passada no deserto do Alaska no início da década de 1990. O filme ainda traz a brilhante trilha sonora de Eddie Vedder, vocalista e guitarrista do Pearl Jam.

3. A Praia (The Beach, 2000). Assistir no Netflix!

Em um hotel barato de Bangcoc Richard (Leonardo DiCaprio) conhece Françoise (Virgine Ledoyen) e Étienne (Guillaume Canet), um casal de franceses. Ele também encontra Patolino (Robert Carlyle), um viajante mais velho marcado por anos de sol e drogas. De forma paranóica Patolino conta a Richard a improvável história de uma ilha secreta, um paraíso na Terra, a praia perfeita sem a presença de turistas. No dia seguinte, Richard encontra um mapa desenhado a mão da ilha descrita por Patolino preso na sua porta. Ele vê nisto “algo diferente”, pois não pretende fazer a mesma coisa que todos os outros turistas, assim Richard vai procurar Patolino e descobre que ele se suicidou. Richard persuade Françoise e Etienne a se juntarem a ele em uma viagem seguindo o mapa de Patolino. Para irem até “a praia” eles arriscam suas vidas ao nadarem em mar aberto de uma ilha para outra, se arrastando e correndo de guardas armados, que vigiam uma plantação de maconha, e pulando de uma cachoeira, mas ao chegarem ao sonhado destino encontram uma pequena comunidade de viajantes, que como eles, encontrou “a praia” e vivem em segredo. Eles recebem as boas-vindas do grupo e esta parte da ilha paradisíaca se torna a casa deles, deixando para trás o mundo que conheciam. Mas na realidade este céu na Terra não é tão perfeito. Conflitos pessoais e ciúmes criam uma violenta rivalidade e trágicos eventos dividem a comunidade. Bastante isolado e transtornado, Richard não sabe o que fazer, pois o sonho se tornou um pesadelo e o paraíso virou um inferno. Agora sua única meta é partir. Mas a fuga não será fácil, pois “a praia” é um lugar secreto, que alguns defenderão até a morte.

4. Paraísos Artificiais (Paraísos Artificiais, 2012). Assistir no Netflix!

Érika (Nathalia Dill) é uma DJ de relativo sucesso e amiga de Lara (Lívia de Bueno). Durante um festival onde Érika estava trabalhando, elas conheceram Nando (Luca Bianchi) e, juntos, vivem um momento intenso. No entanto, logo depois o trio se separara. Anos depois Érika e Nando se reencontram em Amsterdã, onde se apaixonam. Mas apenas Érika se lembra do verdadeiro motivo por que se afastou logo depois de se conhecerem, anos antes. O nome Paraísos Artificiais foi inspirado no título do livro de mesmo nome escritor por Baudelaire. “Li o livro e achei que o título se encaixava perfeitamente no filme, embora aborde outra época, meados do século XIX, e o consumo de outras drogas, vinho, ópio e haxixe”, afirma o diretor Marcos Prado. As filmagens ocorreram entre 18 de outubro e 25 de novembro na Praia do Paiva, no Recife, e também no Rio de Janeiro, na tradicional praia do Arpoador. Algumas cenas externas foram filmadas em Amsterdã.

5. Em Busca de um Caminho (The Way, 2011). Assistir no Netflix!

O oftalmologista Tom Avery (Martin Sheen) e seu único filho Daniel (Emilio Estevez) têm uma relação distante. Quando o rapaz viaja para a Espanha para cruzar o Caminho de Santiago de Compostela, acaba perdendo a vida em uma fatalidade. Tom, então, vai até a França para recolher o corpo de seu filho. Chegando lá, ele resolve fazer o Caminho, completando o percurso que Daniel havia começado, levando junto as cinzas do rapaz. Durante a empreitada, ele encontra companheiros que vão lhe mostrar que nenhum caminho deve ser percorrido sozinho.

André Marcelo

Notívago por natureza. Sagitariano apaixonado por viagens improvisadas que provocam o contato com a história e com a natureza. Amante da música, do teatro, do cinema. Das dezenas de coisas que já fiz, me amasiei com a produção cultural. Uma vida experimentando novas formas de expressão e relacionamento comigo mesmo e com o mundo.

facebook comments:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *