10 instalações de Street Art que você nunca viu!

A princípio, um movimento underground, a Street Art foi gradativamente se constituindo como forma do fazer artístico, abrangendo várias modalidades de grafismos, algumas vezes muito ricos em detalhes, que vão do Graffiti ao Estêncil, intervenções, instalações, flash mob, dentre outras. São formas de pessoas sozinhas expressarem os seus sentimentos através de imagens.

1. BORDALO II

Sempre em viagens pela Europa para criar novas instalações, Bordalo II está de volta em sua cidade de Lisboa, em Portugal. O talentoso artista passou alguns dias trabalhando em um novo grande escultura que é intitulado ” Pig” . Como costume de Bordalo , este trabalho foi construído e criado usando lixo, encontrando materiais recolhidos localmente através de lixeiras e centros de reciclagem.

street-art-bordallo street-art-bordallo street-art-bordallo street-art-bordallo
2. SAINER E BEZT

“Meeting Her Parents”, ou “Conhecendo Seus Pais ” é o título da última obra da dupla de artistas poloneses Sainer e Bezt, chamados de Etam Cru, que acaba de ser concluída nas ruas de Aalborg, na Dinamarca. O artista polonês criou uma impressionante imagem que mostra um jovem segurando flores nas costas. Como de costume de “Etam Cru”, a técnica é estelar e o resultado final é bonito . Dê uma olhada nas imagens:

Street-Art-SAINER-E-BEZT Street-Art-SAINER-E-BEZT

3. LONAC

Lonac, recém chegado de um grande viagem na Itália, foi convidado por pessoas do Memorial Urbano para pintar uma nova peça nas ruas de Cassino. Como de costume, o artista de rua Croata criou uma obra de arte foto realista intitulada “The Kiss” (O beijo). Numa instalação inusitada, a obra foi pintada sob um viaduto. Lonac é aficcionado por personagens, grandes murais e pinturas clássicas. O artista levou pouco tempo para aprender a pintar com uma lata de spray, mas demorou anos para evoluir a ponto de realizar obras em grandes paredes como faz hoje.  Confira:

Street-Art-lonac Street-Art-lonac Street-Art-lonac

4. JAMES REKA

Para sua primeira exposição individual na Galeria Mathgoth , James Reka oferece o seu público o mergulho numa “Miragem”. Criaturas quase aquáticas e muitas vezes muito femininas começaram a aparecer em seu trabalho no ano de 2003 e agora são apresentados em 9 pinturas de grande formato. Além de várias telas, o artista também utilizados o spray em objetos comuns. “Esta exposição é como um tabuleiro de modo a explorar o tema da miragem, da nossa visão enganosa. Em uma miragem aparece o que você deseja ver “.

 Street-Art-JAMES-REKA Street-Art-JAMES-REKA Street-Art-JAMES-REKA

5. RONE

O artista australiano RONE esteve recentemente no Tennessee, onde foi convidado por um Festival da arte de rua para criar um novo mural em Nashville. O Artista tem sido um grande expoente da cena de arte de rua de Melbourne. Sua mais famosa imagem, o retrato de Jane Doe, é uma das imagens definitivas da explosão estêncil que aconteceu em Melbourne na década passada. Seu trabalho é visceral e cru. Retratos de rostos femininos parecem olhar através de você.

Street-Art-rone Street-Art-rone Street-Art-rone

6. ELLA & PITR

A dupla francesa Ella & Pitr está de volta às ruas de sua cidade natal, Saint- Etienne, em França, onde apresentam esta nova instalação. Intitulada “The Kick To The Moon”, ou “O pontapé na lua”, a dupla mais uma vez criou uma obra que mostra seus característicos gigantes adormecidos. Quatro dias de trabalho foram necessários para recriar a parede de 30 metros de comprimento. O trabalho inclui muitas referências: o árbitro, que simboliza o lugar do futebol na cidade, um esporte que tem marcado a história da região. A lua faz uma referência ao filme “Journey to the Moon” de Georges Méliès, uma alegoria da cultura e da arte. Este encontro poético nos remete aos nossos sonhos e imaginação.

  Street-Art-ELLA-&-PITRStreet-Art-ELLA-&-PITR Street-Art-ELLA-&-PITR Street-Art-ELLA-&-PITR

7. D*FACE

D*Face cresceu em Londres e sempre se interessou por graffiti. Realizou a sua primeira grande exposição individual em Londres, Morte & Glory, na galeria Stolenspace, que esgotou o estoque em outubro de 2006. Em 2010, ele colaborou com Christina Aguilera em sua capa do álbum Bionic. Quando viu pela primeira vez os muros grafitados em uma viagem de Nova York, há 20 anos atrás, isto tornou-se uma espécie de marco para ele. Quando lhe foi oferecida esta parede, o resultado foi este:

Street-Art-DFACE Street-Art-DFACE Street-Art-DFACE

8. TELLAS

O artista italiano Tellas cria murais caracterizados por uma fusão de espaço e formas, em obras que servem de interpretações pessoais e íntimas dos elementos de paisagens naturais. Nascido em Cagliari, Sardenha e educado na Academia de Belas Artes de Bolonha, Tellas desenvolveu sua arte em vários campos, incluindo desenho, pintura, instalações, técnicas de impressão e produções de áudio e vídeo. Dê uma olhada nos destalhes deste painel:

Street-Art-tellas  Street-Art-tellasStreet-Art-tellas Street-Art-tellas

9. RICKY LEE GORDON

Ricky Lee Gordon está atualmente na Itália, onde acabou trabalhando em uma nova peça para Memorial Urbano. Intitulado “The Memory Of Water”, “A memória da água”, o pintor Sul Africano criou uma bela peça que certamente será apreciada pelos habitantes locais e turistas por muitos anos.

“Quando negou a terra, nossas raízes se entrelaçam e juntos vamos tomar a água do céu… Através de um processo de tecelagem, uma única cadeia pode tornar-se um tecido inteiro. Esta é a estrutura do universo. Nós também somos simplesmente o tecido e estrutura da própria existência. Somos apenas ondas neste oceano”.

Street-Art-RICKY-LEE-GORDON Street-Art-RICKY-LEE-GORDON Street-Art-RICKY-LEE-GORDON Street-Art-RICKY-LEE-GORDON Street-Art-RICKY-LEE-GORDON

10. DAKU

Esta peça tipográfica por Daku para Street Art India discute engenhosamente o conceito de tempo, jogando com palavras e sombras. As mais antigas formas de medir o tempo eram relógios de sol usados ​​pelos egípcios por volta 1500 AC , e esta peça leva esse conceito a um nível totalmente novo. Ao montar várias palavras na parede cuja sombra muda de posição ao londo do dia, o artista fala metaforicamente de todas as coisas na vida que mudam ao longo do tempo. As palavras em destaque não falam apenas da natureza das nossas vidas, mas também da natureza efêmera da arte de rua, que muda constantemente. Todos os dias a instalação aparece das 09:30 às 14:30, mas com o passar da horas, a inclinação da sombra aumenta fazendo as palavras desaparecerem lentamente ao entardecer, observem:

Street-Art-DAKU Street-Art-DAKU Street-Art-DAKU Street-Art-DAKU Street-Art-DAKU Street-Art-DAKU

Você pode adquirir dezenas de livros sobre Street Art apenas clicando neste LINK!

BÔNUS!!!

Criado no Havaí, POW! UAU! é um evento multiarte que dura uma semana e tem crescido em uma rede global de artistas. Durante o evento acontecem galerias, mostras, série de palestras, oficinas de arte e de música, projetos de murais, graffiti, um grande espaço criativo chamado Lana Lane Studios, shows musicais e instalações de arte ao vivo com artistas do mundo inteiro. Pinturas fervorosas sob o sol escaldante, grafiteiros icônicos pintando ao lado de aprendizes, são aspectos comuns durante o festival. Veja tudo em primeira mão neste vídeo de Michael Inouye, documentando tudo do início ao fim.

André Marcelo

Notívago por natureza. Sagitariano apaixonado por viagens improvisadas que provocam o contato com a história e com a natureza. Amante da música, do teatro, do cinema. Das dezenas de coisas que já fiz, me amasiei com a produção cultural. Uma vida experimentando novas formas de expressão e relacionamento comigo mesmo e com o mundo.

facebook comments:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *